Título para que? Sou eu...

Sou eu, exposto aqui.

Um bom tanto de mim quer explodir. Ao invés de permitir o desperdício dos meus espasmos de criação inútil, prefiro deixá-los por aqui, para quem quiser me conhecer. Também é uma forma excelente de tentar organizar um pouco meus pensamentos, tão confusos.

Será melhor ainda se vocês puderem me criticar, e muito: pois só assim cresço.

Conto, então, com a ajuda de todos.

Minha foto
Nome:
Local: Porto Alegre, RS, Brazil

quinta-feira, fevereiro 17, 2005

...

    Falei que ia revisar o texto, mas nem o farei. Ninguém pense que não me sinto mal escrevendo aqui aquele tipo de obviedades. Aliás, eu já tinha me desculpado por isso antes.

    É que certas coisas ficam entaladas na garganta mesmo. Anos. E sempre há quem pise nos calos.

    Ontem ainda vi uma frase bonita em um filme: "as pessoas nunca amadurecem, apenas se cansam". Talvez eu esteja me cansando de algumas coisas.

    E pensar que uma galera ganha dinheiro vendendo livros com esses clássicos 'lugares-comuns'.

    Fato é que desejar e ter expectativas não é, e nunca vai ser, o mesmo que planejar e lutar. E não há quem me convença do contrário - nem mesmo a maior religião do mundo como o conhecemos.

    Aliás... religiosidade é toda uma outra história. Questão de prática, não de desejo... e ih, há pano pra manga...