Título para que? Sou eu...

Sou eu, exposto aqui.

Um bom tanto de mim quer explodir. Ao invés de permitir o desperdício dos meus espasmos de criação inútil, prefiro deixá-los por aqui, para quem quiser me conhecer. Também é uma forma excelente de tentar organizar um pouco meus pensamentos, tão confusos.

Será melhor ainda se vocês puderem me criticar, e muito: pois só assim cresço.

Conto, então, com a ajuda de todos.

Minha foto
Nome:
Local: Porto Alegre, RS, Brazil

domingo, fevereiro 13, 2005

Coisas que aprendi

    Depois de pensar um pouco na vida, resolvi alterar algumas coisas no meu perfil naquele tal de Orkut, dentre elas "Coisas que aprendi com meus relacionamentos anteriores". Escrevi lá, resolvi publicar aqui também. Não é tudo, mas o resto escorre com o tempo - isto fica:

------------------

    "Aprendi que diálogo é tudo. Estar disposto a se abrir e, principalmente, a ouvir, é o que há de mais importante entre duas pessoas - sejam quem forem. Às vezes as palavras vêm tarde demais, mas sempre merecem ser ouvidas quando partem do coração.
    Aprendi que sou muito menos do que quem me idolatra e idealiza pensa; mas sou muito, muito mais do que pensam os que me depreciam.
    Aprendi que a verdade é relativa, e só a vê quem quer. E pouquíssimos querem.
    Aprendi que vive de mentiras não só quem mente, mas também quem se fecha e se nega a enxergar a verdade.
    Aprendi que investir, de coração, não dói. Jamais.
    Aprendi que erro muito. Mas esses erros não me fazem um ser humano pior, mas apenas mais humano. E quem sabe me respeitar enquanto humano, e não enquanto estereótipo do que quer que seja, é quem merece estar na minha vida.
    Aprendi que não me encaixo nos planos e desejos de ninguém. Quem me amar, construirá novos planos comigo, levando em consideração quem eu sou - e não quem eu deveria ser.
    Aprendi que não aceitar um pedido de perdão dói muito mais em quem o nega do que em quem o pede. E é uma dor que não passa.
    E aprendi, acima de tudo, que os que sabem ouvir um sincero pedido de desculpas são as pessoas mais iluminadas que há. Porém são poucos, muito poucos, que sabem pedir desculpas sinceramente."